Concurso de receitas estimula o aproveitamento de partes de alimentos

Receita campeã agora faz parte do cardápio da merenda dos alunos da cidade de Blumenau (SC)

Quando você compra um brócolis, aproveita também as folhas e o talo? E as cascas da cenoura, o que você faz com ela? Pois é, na maioria das vezes o destino para estas partes não tão comuns de se aproveitar na cozinha é o lixo. Você sabia que aqui no país todos os anos cerca de 26 toneladas de alimentos vão para o lixo? É um dado alarmante, ainda mais sabendo que muitas pessoas sofrem de desnutrição. 

Para incentivar o consumo de partes dos alimentos que também podem ser aproveitadas na cozinha, a Risotolândia Serviços Inteligentes de Alimentação, marca do Grupo Risotolândia, lançou o concurso “Sua Receita no Cardápio”. Participaram das atividades os colaboradores da empresa responsáveis pelas unidades atendidas no contrato de alimentação escolar na cidade de Blumenau, em Santa Catarina. 

Segundo a nutricionista e coordenadora Danúbia Tessari, o projeto foi uma forma de expandir receitas criadas com alimentos que normalmente vão para o lixo orgânico, mantendo sua qualidade nutricional e os rigorosos padrões de controle higiênico sanitários dos serviços oferecidos pela empresa. “Ficamos surpresos com a criatividade e o sabor das preparações que surgiram, feitas com talos, folhas, cascas e sementes, partes dos alimentos que contêm ainda mais nutrientes do que aquelas que consumimos normalmente”, diz. 
    
O concurso foi realizado no dia 10 de junho e aconteceu na Faculdade SENAC de Blumenau. A receita vencedora agora faz parte do cardápio que vai para as escolas da cidade. “Tivemos mais de 30 candidatas e fizemos um pré-seleção para a etapa final, com 10 finalistas. Além de representantes da nossa empresa, também votaram profissionais da Secretaria Municipal de Educação, entre eles a Secretária de Educação, Patrícia Luerders”, acrescenta Danúbia. 

A receita campeã, que seguiu todos os critérios do concurso (valor nutricional, tempero, aroma, aproveitamento, etc) foi a Farofa de Cascas, criada pela colaboradora Paula Yagnycz. “A ideia veio porque a maioria das crianças sempre nos pede farinha para acompanhar o arroz e o feijão. Então criei uma farofa altamente nutritiva, com cascas de cenoura, abóbora, chuchu, beterraba, banana e talos de brócolis, onde encontramos nutrientes essenciais para o crescimento da criançada”, disse Paula. A colaboradora da Risotolândia foi contemplada com um prêmio especial.